quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Pois

E Wangmo disse, tom solene: aqui ó, corta, tem que cortar isso, você tem que agir; essa carta é de ação. Tá. E daí? Como cortar? Qual é, afinal a ação pra promover esse corte, essa supressão de sentimentos de dentro da gente? Ela diria, meditação, mudar o padrão. Mas eu que não sou da lida, faço o quê? Extirpar. Difícil. Ou talvez, como Jack, por partes. Melhor. Então vamos lá. Ação! Luzes, câmera: outro conselho, não se encolha. Ursinho. Acho que não estou nem um pouco encolhida, se bem que muito me policio e tento. Acontece que não caibo mais na caixa. Aí danou. Ei! hora de sair da crisálida. Será??!!

3 comentários:

Padma Wangmo disse...

tom solene por favor:

é...Buddha não disse: "analise". Buddha disse: "experimente".

e mesmo antes da lida, eu já curtia Hendrix experience.

Jucelia disse...

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio;
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca;
Porque metade de mim é o que eu grito,

E agora, vou usar o tom solene de vcs:

Mas a outra metade é silêncio...

padma wangmo- disse...

então tá...

"que a arte nos aponte uma saída,
porque metade de mim é amor
e a outra metade...
...também!!!"

gracias meninas!